• (41) 3671-8800
  • Seg. à Sex. 8h00 às 12h e 13h30 às 17h30

Escolas e CMEIS ganham vida e alegria com projetos ligados à arte circense

 

Publicado em: 01/04/2022 11:22 | Fonte/Agência: Secretaria de Comunicação

Whatsapp

 

Espetáculos, atividades em sala e caracterizações mobilizam alunos e equipes pedagógicas, que retomam atividades suspensas durante a pandemia
    
Dia 27 de março foi comemorado o Dia do Circo no Brasil. A data abre um amplo leque de possibilidades para desenvolver atividades nas escolas e CMEIS, e também simboliza um momento importante de reabertura de apresentações lúdicas e culturais que estiveram suspensas durante a pandemia. É a vida retornando ao normal nos espaços escolares, com uma dose extra de alegria.
    
Neste clima das artes circenses, escolas e Centros Municipais de Educação Infantil (CMEIS) de Quatro Barras vêm trabalhando a temática do circo e a atmosfera de encantamento que esta arte milenar traz.
    
Na Escola Municipal Izair Lago, por exemplo, além dos trabalhos em sala, uma programação de espetáculos e apresentações mobilizou todo o ambiente escolar. Criado pela professora Deise Lopes, o Projeto Tarará Tchibum nasceu com uma proposta lúdica de aproximar as crianças da arte circense – muitas delas sem nunca ter tido contato com o circo, inclusive pelo período de restrições gerado pela pandemia. Inicialmente o projeto deveria envolver apenas alunos do Infantil 4, mas o projeto cresceu, cresceu, e foi mais além, mobilizando alunos do Infantil até o 5º Ano do Ensino Fundamental, ou seja, a escola inteira.     

Hoje tem espetáculo? Tem, sim senhor!
O ponto alto das atividades ocorreu entre os dias 29 e 31 de março, com a participação voluntária de vários profissionais e artistas circenses. Na terça-feira (29) as crianças participaram de maquiagem artística e atividades alusivas ao circo, nas oficinas dos professores Karen Neres e Tiago Fernandes. Na quarta-feira (30) foi a vez de interagir com o Grupo Doutores Anjos do Amor, um grupo de palhaços que levam alegria a hospitais e asilos, e que a convite do projeto também desejaram contribuir. 
    
Na quinta-feira (31), os espetáculos circenses chegaram em peso na escola, com a participação da Cia Mirabólica, do Palhaço Pituim, da contorcionista Maria Clara Alencastro e da Trupe Guará, com os pernaltas Breno e Maria Clara, além da apresentação do artista Menestrel - todos realizados de forma voluntária. Os espetáculos foram promovidos na quadra esportiva da escola e reuniram mais de 300 alunos, além de professores e supervisores.
    
“Muitas crianças não tinham esta vivência do circo e era isto que queríamos proporcionar a elas. O projeto começou pequeno, mas foi ganhando uma proporção cada vez maior, e hoje mobilizamos a escola inteira, neste momento de valorização do lúdico e da alegria”, disse Deise. “Toda a equipe pedagógica ajudou muito. Foi uma soma de esforços entre todos os profissionais”, finalizou ela.
    
O secretário de Educação, Esporte, Lazer e Juventude, Fredinei Rodrigues (Fré); a coordenadora pedagógica da Secretaria de Educação, Gleice Esperanceta; e a diretora da escola, Jeanne Carolline Filus, também acompanharam as apresentações. O secretário parabenizou todos os envolvidos e falou da alegria de rever grandes projetos nas escolas e CMEIS. 

“É uma satisfação muito grande resgatar projetos lúdicos, a exemplo do circo, nas escolas e CMEIS, principalmente pelo longo tempo que as crianças deixaram de ter contato com estas apresentações e projetos. É um momento de alegria e de revalorizar a arte e o lúdico, e todo o desenvolvimento que eles proporcionam aos nossos alunos”, afirmou o secretário.