• (41) 3671-8800
  • Seg. à Sex. 8h00 às 12h e 13h30 às 17h30

Prefeitura e Correios fazem alerta a tratadores de animais

 

Publicado em: 03/10/2017 11:21

Whatsapp

 

Representantes da Agência dos Correios de Quatro Barras, o prefeito Angelo Andreatta (Lara) e o secretário de Meio Ambiente, Ezequiel Mocelin, estiveram reunidos para tratar sobre um problema que vem prejudicando o serviço de entrega de correspondências: os animais soltos nas ruas.
   
A presença de cães é comum nas cidades, mas o problema se agrava quando eles são alimentados nas calçadas e se tornam guardiões do local. É neste estágio que eles passam a atacar pedestres, motos, carros e os carteiros, inviabilizando em muitos casos completamente a entrega de correspondências.
   
Segundo um levantamento realizado pelos Correios, quase 60 ruas de Quatro Barras estão hoje com o serviço parcial ou sem nenhum serviço de entrega devido à mordedura de cães que são alimentados por tratadores.
   
A gerente da Agência dos Correios de Quatro Barras, Rosangela Lucena da Silva; o gerente operacional Joeser Hass e o coordenador de Atividades Externas da RMC, Wilson Koehler, enfatizaram como o problema vem afetando os serviços prestados pelos Correios.
   
"Mesmo com indicadores que confirmam a melhoria dos nossos serviços, a entrega vem sendo muito prejudicada pela aglomeração dos animais. Hoje contamos com seis agentes, um número que permite excelência no atendimento em Quatro Barras, que é nosso principal objetivo. Mas a falta de acesso às residências gera transtornos e inviabiliza a prestação de qualquer serviço", afirmou Wilson.
   
O prefeito Lara disse que a colaboração da comunidade é essencial para resolver o impasse. "Se não houver uma conscientização, especialmente por parte dos tratadores, o atendimento à população sempre será afetado. Por isso pedimos a colaboração de todos", enfatizou Lara.
   
A proposta do prefeito agora é realizar uma audiência pública, em parceria com a Comissão de Meio Ambiente da Câmara Municipal e os Correios, para mobilizar a população e incentivar a guarda responsável dos animais e o fim da prática de alimentar cães nas calçadas.