• (41) 3671-8800
  • Seg. à Sex. 8h00 às 12h e 13h30 às 17h30

Número elevado de afastamentos obriga Prefeitura a realizar contratações

 

Publicado em: 27/03/2018 09:10

Whatsapp

 

A Prefeitura de Quatro Barras hoje apresenta um déficit no seu quadro de funcionários. Cerca de 10% dos servidores estão afastados por motivos de saúde e, apesar de não exercerem as funções, ocupam os respectivos cargos, o que impede à Prefeitura destinar novos servidores efetivos a preencher estas vagas.
 O prefeito Angelo Andreatta (Lara) disse que para cobrir as demandas de atendimento, principalmente em áreas como Educação e Saúde, a gestão vem contratando horas extras de servidores ativos e fez novas nomeações. "Sem o concurso e diante do elevado índice de afastamentos, estamos sendo obrigados a contratar horas extras e profissionais em cargos de comissão, para não deixar de atender a comunidade em serviços essenciais", disse.
Hoje, cerca de 80 servidores efetivos estão afastados. Entre as áreas mais afetadas está, em primeiro lugar, a Educação, que é diretamente prejudicada no atendimento aos quase 3 mil alunos matriculados na rede municipal de ensino.
Outras áreas que sofrem com a falta de servidores são a Saúde e a Infraestrutura, o que gera transtornos no atendimento oferecido nas Unidades Básicas de Saúde e nos trabalhos de manutenção e limpeza das vias públicas.
 A servidora do Departamento de RH, Gissele Zanchettin, disse que são recorrentes os pedidos de secretários municipais solicitando a recomposição do quadro, em virtude dos afastamentos.
"Nenhum gestor se sente confortável em ter que nomear em cargo de comissão qualquer servidor, mesmo porque algumas pessoas não compreendem tal necessidade, porém para equilibrar os serviços aos cidadãos somos obrigados a enfrentar tamanha demanda de afastamento", afirmou o prefeito Lara.