• (41) 3671-8800
  • Seg. à Sex. 8h00 às 12h e 13h30 às 17h30

Projeto de Jiu-Jítsu na Colônia Maria José rende 18 medalhas no Paranaense

 

Publicado em: 08/02/2018 10:06

Whatsapp

 

Apostar no esporte como transformação social foi a meta do casal de moradores da Colônia Maria José, Ester e Valdeli Antunes de Carvalho. Há seis meses eles começaram um projeto de Jiu-Jítsu com crianças e jovens da comunidade, e em pouco tempo, os resultados já começaram a aparecer.
No final do ano passado, 19 dos mais de 50 alunos do projeto participaram do Campeonato Paranaense de Jiu-Jítsu e foi um show de medalhas. 18 ao todo, sendo 9 de ouro, 5 de prata e 4 de bronze.
"Moramos há 20 anos na Colônia Maria José, sempre gostamos de trabalhar com crianças, de ajudar, de tirá-las das ruas. Foi assim que o projeto nasceu. Há 7 anos comecei a fazer aulas de jiu-jítsu e resolvi passar este conhecimento pra frente. Quis ajudar as crianças através do esporte", contou Valdeli.
O projeto reúne hoje crianças de 4 anos a jovens de 17. As aulas acontecem em um espaço no Atuba, mas logo serão transferidas para a casa deles, que está sendo ampliada para os treinos.   
O talento do grupo não só chamou a atenção de Ester e Valdeli, como de outras pessoas que hoje contribuem para o projeto. "Só temos a agradecer a parceria de quem nos apóia. O prefeito Lara tem ajudado muito, e cada ajuda é decisiva, seja com tatames, quimonos, deslocamento ou inscrições em campeonatos. Tudo tem um custo", afirmou Valdeli.
Lara disse que o projeto vem sendo transformador no bairro. "É uma alegria apoiar iniciativas como esta, que realmente fazem a diferença na comunidade. O esporte é o caminho ideal para isso", destacou o prefeito.