• (41) 3671-8800
  • Seg. à Sex. 8h00 às 12h e 13h30 às 17h30

Quatro Barras busca adesão a novos projetos sociais

 

Publicado em: 20/10/2017 09:59

Whatsapp

 

A Prefeitura de Quatro Barras está pleiteando a adesão do município a novos programas sociais, como o Família Paranaense, o Família Acolhedora, o Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (SCFV) para Crianças e Adolescentes de 12 a 15 anos, Medidas Sócio-Educativas e ações junto a autores e vítimas de violência. Este foi o tema do encontro realizado nesta semana entre o prefeito Angelo Andreatta (Lara), a primeira-dama e secretária de Assistência Social e Cultura, Adriane Gomes Andreatta; e a secretária de Estado da Família e Desenvolvimento Social, Fernanda Richa.
 
Segundo Adriane, hoje Quatro Barras está inscrita em todos os programas, aguardando a confirmação. "Já efetuamos o termo de adesão ao Programa Família Paranaense e estamos confiantes nas sólidas parcerias que começam a se definir, e que certamente trarão grandes benefícios às famílias em situação de vulnerabilidade", disse.
   
Juntos os recursos pleiteados somam mais de R$ 100 mil. Deste total, R$ 44 mil estão sendo requeridos através do SCFV Criança e Adolescente; R$ 21 mil do Medida Sócio-Educativa; R$ 10 mil para a realização de ações junto a autores e vítimas de violência; e R$ 50 mil do Programa Família Acolhedora. 

Fernanda Richa falou sobre a importância dos programas e também se mostrou receptiva sobre a proposta de construção de uma sede própria do Conselho Tutelar no município. 

O prefeito agradeceu a parceria e disse que os programas são fundamentais para o atendimento pontual das famílias e, principalmente, para a conquista de sua autonomia enquanto cidadãos. "Queremos sim estender a mão a quem precisa, mas sempre com o entendimento de que esta ajuda é momentânea, e o mais importante, queremos auxiliar no processo de independência e autonomia das famílias", disse Lara.

Esta filosofia, por exemplo, está presente no Programa Família Paranaense, que estabelece metas com bolsa e ajuda, mas por um tempo determinado. E vai mais além: o programa também prevê treinamentos, capacitações, auxílio com documentação, entre outros, para que as pessoas possam ingressar no mercado e conquistar sua própria renda. 

"Só temos a agradecer a atenção da secretária e também a parceria do Governo, que mesmo em uma época de crise econômica como esta tem conseguido disponibilizar recursos para a realização de programas que beneficiam nossa população", concluiu a primeira-dama Adriane. Também esteve presente no encontro o secretário de Saúde, Leonardo Presa.